O Desenvolvimento Sustentável

As alunas do 11.º D do CPTAI ,no Projeto de Cidadania, desenvolveram o tema «O Desenvolvimento Sustentável». Nas aulas de Área de Integração e de TPIE refletiram sobre o impacto que as ações locais têm no mundo global.

A partir de suas casas produziram este vídeo em que dão a conhecer os 17 objetivos do desenvolvimento sustentável.

Não esqueça que a preservação do nosso Planeta é uma missão de todos.

Profª Antonieta Carvalho

Projeto CHECK IN

O Projeto CHECK IN presenteou hoje a Direção e os alunos que se encontram em Regime Presencial Obrigatório com esta bonita surpresa.

Muito agradecidos à Dra. Joana Vieira, à equipa do projeto e aos seus alunos, responsáveis pela confeção destes deliciosos queques!

CULTURA EM TEMPO DE PANDEMIA

Nunca a Cultura foi tão “fechada e até ocultada, para não dizer esquecida” nos dias de hoje. Observamos e acompanhamos, músicos, pintores, atores a reclamarem a sua posição, agora esquecida e até congelada, no grande palco da sociedade.

Por vezes, inconscientemente, consideramos que a nossa Cultura não é um bem essencial, será? Olhando para o contexto atual em que nos inserimos, condicionado pela Pandemia, por vezes deixamos de perceber o que poderemos ou não fazer. Ficamos moldados e condicionados por números, por casos positivos que se traduzem em zona de risco. Se o risco aumenta, ficamos fisicamente condicionados, outrora livres e sem regras rígidas e apertadas como as de hoje.

O isolamento físico, poderá transformarmo-nos em seres apáticos, desconfortáveis e até desconfiados, o toque, a partilha física, o cumprimento, nunca se pensou que estes pequenos gestos poderiam causar tantas ambiguidades, na forma de como os poderíamos reinventar.

A Cultura também precisa de se reinventar, precisa de nós enquanto atores, de mostrarmos por palavras desenhadas o que nos vai na alma e até o que sentimos perante os condicionalismos que nos afetam.

Foi assim, neste contexto que se propôs na disciplina de Arte em Ação, a exploração do tema descrito, “Cultura em tempo de Pandemia”, sob a forma de uma composição desenhada e até construída, que reflita os temas da atualidade e que desenvolva a capacidade de expressão artística dos nossos alunos. Como podem observar nos registos expostos, as capacidades são muitas, revelando assim, a melhor forma de os compreendermos.  Como se costuma dizer e passo a expressão “uma imagem vale mais que mil palavras”.

Carlos Martins

A REPRESENTAÇÃO DO ROSTO HUMANO

O nosso rosto é, certamente, a parte do corpo que melhor conhecemos. É por ele e para ele que olhamos, observamos e identificamo-nos uns aos outros. Exprimimos emoções, sentimentos de alegria ou tristeza, de ânimo ou receio. O nosso rosto, consegue exprimir uma “infinidade” de expressões.

Ao longo dos séculos, a história foi construída de rostos, através do autorretrato e foi assim que os conhecemos, Van Gogh, Picasso, Frida Kahlo, Andy Warhol e até mesmo, Salvador Dali.

Sempre foi uma história, uma vontade que foi evoluindo para outros meios, como seja na fotografia e no cinema. No entanto, permanece, esta necessidade de autoconhecimento, pelas nossas mãos, pelo registo no papel, pelo detalhe do nosso rosto em tons de cinzento.

Foi assim, que se propôs um desafio semelhante na disciplina de Arte em Ação, representar o rosto de cada um dos alunos, pela análise morfológica, a proporção, o volume e de todos os elementos que compõem o rosto. A técnica a utilizar, envolveu o grafite sobre a folha de papel cavalinho, nada mais, nada menos, apenas um lápis, uma folha de papel e muita vontade para se autoconhecerem e de participarem numa “longa viagem de autoconhecimento”.

O resultado foi este, uma amostra de registos que foram desenhados ao longo do 1ºperiodo na disciplina de Arte em Ação. Neste contexto atual, é uma boa forma de nos conhecermos sem “adereços”, ou seja, sem máscara.

Carlos Martins

Projeto “Crescer com o Digit@l”

No âmbito do projeto Crescer com o Digit@l, os alunos do 8B, C e G estiveram na biblioteca a fazer um trabalho de pesquisa sobre pinguins.

Orientados pelos respetivos professores de Ciências Naturais, os alunos recolheram e registaram informações acerca da espécie de pinguim que lhes foi atribuída.

Essas informações (nome científico, características morfológicas, localização geográfica, habitat, alimentação, curiosidades…) serão posteriormente integradas no trabalho que irão executar nas disciplinas de TIC e Robótica, com recurso a diferentes ferramentas digitais.

Projeto PREVINT

O nosso Agrupamento está a implementar no corrente ano letivo o projeto PREVINT – PROGRAMA DE INTERVENÇÃO NO ÂMBITO DA VIOLÊNCIA NAS RELAÇÕES INTERPESSOAIS (PROJETO VIOLENTÓMETRO) cujo objetivo é a prevenção da violência interpessoal ao nível dos jovens entre os 12 e os 18 anos. Encontram-se mais informações sobre este projeto no site https://www.prevint.pt/ .

A organização dos procedimentos subjacentes ao Prevint no AEDM tem sido realizada por uma equipa constituída pela Psicóloga e as Professoras do PES (Promoção e Educação para a Saúde), que supervisiona e acompanha todos os processos envolvidos, em articulação com o Prof. Doutor Ricardo Barroso, da Universidade de Trás-Os-Montes e Alto Douro.

Na Fase 1 foi estabelecido um Protocolo de Colaboração entre o AEDM e o PREVINT. Seguiu-se a fase de Consultoria – Fase 2 – que consistiu na recolha de dados concretos junto de uma amostra de alunos do Agrupamento através do preenchimento de um formulário online (com os consentimentos informados dos encarregados de educação). Estas informações foram trabalhadas do ponto de vista estatístico, tendo sido realizado e entregue ao Agrupamento um relatório técnico.

Encontramo-nos atualmente na fase de implementação do programa de intervenção – Fase 3 – com o recurso a orientações, materiais e documentos fornecidos pelo PREVINT. A intervenção está a ser implementada nas turmas do 8D, 8E e 8F no âmbito da disciplina de Cidadania e Desenvolvimento, com a respetiva professora.

Salienta-se que a intervenção tem na sua estrutura uma dimensão de “vacina comportamental” contra os comportamentos de agressão, tendo em vista que o adolescente se aperceba destes comportamentos, crie defesas e saiba reagir do ponto de vista psicológico, e que o trabalho desenvolvido no âmbito deste projeto tem como finalidade promover melhores relações entre os jovens, tendo sempre como horizonte a melhoria da tranquilidade no nosso ambiente escolar.

100Problemas!

A partir do dia 11 de fevereiro, todas as terças-feiras das 08:25 às 09:15, os alunos do 12.º têm encontro marcado com um novo desafio: 100Problemas!

O projeto dinamizado pela Prof.ª Manuela Gonçalves, em parceria com o Centro de Explicações, tem como finalidade proporcionar aos alunos a oportunidades de descobrirem, raciocinarem, provarem e comunicarem matemática. Os alunos terão também a oportunidade de se envolverem em discussões e atividades estimulantes que visem a aprendizagem da matemática.